Jovens de Ouro Branco, conhecem o futebol americano
Foto: Divulgação

Jovens de Ouro Branco, conhecem o futebol americano

Por Ney Felipe

Nos últimos tempos, novas histórias envolvendo o futebol americano surgem. Escolas e projetos sociais, apresentam o esporte para novos amantes. E é isso o que acontecem na cidade mineira de Ouro Branco.

Ouro Branco é uma cidade da região metropolitana de Belo Horizonte, fica a cerca de 98 km da capital mineira. Considerada uma das povoações mais antigas de Minas Gerais, é habitada desde o final do século XVII por imigrantes atraídos pela existência do ouro.

O Projeto

Nesta cidade tão antiga e cheia de história, algo que vem chamando atenção são os novos adeptos e praticantes do “esporte do marido da Giselle” (Aposto que já ficaram com raiva!). O Ouro Branco Dark Knights, time da cidade, apresentou um projeto que buscava integrar adolescentes de várias idades e perfis físicos. O projeto vem crescendo e conquistando fãs e praticantes de futebol americano.

figura1

Marcos Siqueira, diretor do Dark Knights Foto: Acervo Pessoal

“A ideia surgiu de um bate-papo no treino. Nós queríamos divulgar o esporte e o time, e um dos nossos atletas deu a ideia de passar nas escolas. Fomos na escola Iracema e conversamos com a professora, ela muito prestativa, além de deixar ter uma conversa com os alunos, ela cedeu o horário das aulas dela para gente e assim nasceu o projeto. ” Conta Marcos Siqueira, diretor do Ouro Branco Dark Knights.

Como todo projeto em crescimento, dificuldades e empecilhos sempre têm que ser vencidos, e os Dark Knights, procuram passar por cima dessas barreiras e seguir com esse projeto. Segundo Marcos Siqueira, determinadas escolas ainda impõem restrições por não conhecer o esporte. Em algumas que permitem a implantação do projeto, esbarramos na escarces de espaço, o que na maioria das vezes não permite uma prática mais próxima do ideal, tendo que passar por adaptações.

figura2.1

figura2.2

Alunos do projeto Ouro Branco Dark Knights Foto: Acervo Pessoal

 

“A principal dificuldade é o espaço, como nosso projeto é em escolas, as quadras são menores, não tem o tamanho oficial e a gente tem que adaptar, fazemos 5 contra 5, ao invés de 8 atletas em cada equipe. Pensando no melhor aproveitamento, praticamos o Flag Football, mais adequado. Outras escolas por não conhecer o esporte, não permitem apresentemos nosso projeto e o implante. ” Afirma, Marcos Siqueira.

Benefícios

A proposta trouxe ganhos as escolas e alunos. O projeto, foi bem recebido pelos alunos, causando surpresa nos organizadores. Marcos conta que das 3 escolas onde já existe a iniciativa, somente uma turma não quis participar.

 


1

Alunos do projeto Ouro Branco Dark Knights Foto: Acervo Pessoal

 

“Nós ficamos muito surpresos com a quantidade de alunos que abraçaram a ideia. Conseguimos visibilidade dentro da cidade e nas escolas causando uma integração entre o time e toda a comunidade. Hoje, estudantes da Escola Estadual Iracema de Almeida, já integram nossa equipe, tudo isso com essa oportunidade de mostrar um esporte novo. ” Disse.

Marcos ainda acrescenta, que a página da equipe no Facebook, apresentou grande crescimento em número de curtidas, mas o maior retorno segundo ele, foi a cidade descobrir o esporte.

“Como é um programa social, nosso principal objetivo é divulgar o esporte, mostrar que não é só futsal, mostrar para aquele adolescente que poderia sofrer bullying, por ser gordinho, que há um esporte que o recebe. Estamos muito felizes com a repercussão. ” Conta, Marcos Siqueira.

4

Alunos praticando Flag durante as aulas (Foto: Acervo pessoal)

O projeto social traz para a população uma oportunidade de tirar jovens das ruas, além de promover a prática de exercícios físicos. Siqueira deixa um recado para a comunidade e todos aqueles que fazem tudo acontecer.

“O futebol americano ainda tem um pouco de preconceito. Praticamos o flag que não tem tanto contato. O Ouro Branco Dark Knights quer mesmo é retirar os jovens do mundo das drogas, mostra-los uma nova oportunidade e praticar esportes sempre faz bem. E aqueles que nos ajudam e patrocinam, nós só temos a agradecer. Apesar de já termos levados muitas respostas negativas, não desistimos. Conclui.

E você, amante do esporte, conhece algum projeto assim? Que tal apoiar ou até mesmo realizar um em sua cidade? Assim contribuímos para a evolução do futebol americano.

Não esqueça de curtir a página da CBFA no Facebook.