Vitória: Brasil Onças 38 x 00 Argentina Halcones - Futebol Americano
Foto: Tiago Munden - Touchdown Mineiro / FABr Network - @tiagomunden

Vitória: Brasil Onças 38 x 00 Argentina Halcones - Futebol Americano

Brasil X Argentina: A rivalidade que transcende modalidades esportivas  

O ano é 2004. O país inteiro com os olhos voltados para o Mineirão, na expectativa de assistir o maior clássico das Américas. Brasil x Argentina faziam seu duelo pela primeira vez em Belo Horizonte. A vitória brasileira logrou-se por 3 a 1. Para os fãs adoram a rivalidade entre as das nações, uma goleada com os três gols marcados pelo craque Ronaldo foi algo excepcional, um alimento para escárnio futebolístico sulamericano.

13 anos depois este clássico estaria sendo colocado a prova novamente, mas dessa vez em outro esporte. No mesmo estádio, agora reformado e com adjetivo de sede de Copa do Mundo da bola redonda, o Brasil Onças, nome dado a seleção brasileira de futebol americano, reuniu o seu melhor elenco da modalidade no país para enfrentarem nossos ‘Hermanos’ do Argentina Halcones. O clima não foi favorável ao espetáculo ... Com uma forte chuva em Belo Horizonte, uma opção para os Quarterbacks foi entregar a bola para o jogo corrido.

Feliz do Running Back, Eduardo Maranhão do Ceará Caçadores, que coincidentemente, anotou 3 Touchdowns a favor do Brasil no gigante da Pampulha. Outro corredor de destaque foi Branco Meneses do Palmeiras Locomotives que com um esplêndido avanço de 88 jardas gravou o seu nome na história da seleção brasileira, provavelmente como o Touchdown mais longo da era Full Pads da modalidade. Definitivamente era um excelente dia para o Backfield da Seleção Brasileira. O Quarterback Rodrigo Dantas que conectou um passe de pouco mais de 18 jardas para o seu parceiro de equipe no João Pessoa Espectros, o Fullback Everton "Pingo" Antero.

A defesa do Brasil Onças também estava inspirada. Um safety, com um sack no QB argentino dentro da Endzone fez o Defensive Lineman do Flamengo Imperadores, Edilson Jow, anotar mais dois pontos no placar. Outro safety foi forçado pela defesa da seleção brasileira, quando o front pressionou o QB que pisou na linha de fundo do campo. O Kicker Diego Aranha, também da equipe paraibana de João Pessoa, acertou 4 dos 5 pontos extras tentados, sendo o último deles bloqueado.

A Confederação Brasileira de Futebol Americano espera colher bons frutos do amistoso, buscando novos desafios no próximo ano, objetivando o mundial da modalidade em 2019.

 


Fotos:  Tiago Munden / @tiagomunden

Em destaque, Diego "Gordo" Taylor, Offensive Lineman do Sada Cruzeiro Futebol Americano

Wide Receiver Guilherme Meurer do T-Rex Futebol Americano

Rômulo "R40" Ramos do Patriotas Futebol Americano, Running Back veterano na Seleção Brasileira

O Center Breno Takahashi do T-Rex Futebol Americano treinando seu snap sob forte chuva.

Head Coach do Brasil Onças, Gabriel Mendes.

Quarterback do Sada Cruzeiro Futebol Americano, Álvaro Fadini.