Ítalo Mingoni recebe documento de fisios do FABR com diretrizes para prática segura do futebol americano
Foto: CBFA

Ítalo Mingoni recebe documento de fisios do FABR com diretrizes para prática segura do futebol americano

O presidente da Confederação Brasileira de Futebol Americano, Ítalo Mingoni, recebeu nesta quarta-feira (27), na sede da CBFA, em Belo Horizonte-MG, o presidente da Comissão de Prevenção de Lesão e Promoção da Saúde da CBFA e idealizador do Encontro Nacional dos Fisioterapeutas do Futebol Americano, Raphael Salgado. O profissional de fisioterapia apresentou ao gestor, um documento formatado durante o Encontro Nacional, ocorrido no último mês de outubro, em Fortaleza, capital cearense, dentro do Congresso Internacional da Sonafe Brasil, maior do segmento da Fisioterapia Esportiva da América Latina. No evento, foram debatidos temas que, no entendimento da classe, são indispensáveis para a segurança da prática do futebol americano.

Para o presidente Ítalo Mingoni, que recebeu o documento com oito considerações em função da promoção da saúde no FABR, faz um balanço da reunião e crava que a iniciativa é imprescindível para o desenvolvimento do esporte. "Acho muito importante como foram abordados os temas pelas lideranças de fisioterapia esportiva no futebol americano e, dessa forma, como eles abordaram para com a Confederação criar uma estratégia de implementação do que foi discutido. A reunião foi muito interessante, porque a gente conseguiu elaborar uma meta dentro do Plano de Diretrizes da Confederação para que parte do que foi debatido, já fosse incentivado em algum momento mais no futuro, para que as equipes tenham a disposição o que foi definido como diretriz para elas. Então pra mim, esse é um caminho de desenvolvimento para o esporte, criando condições para o crescimento de maneira mais sustentável possível".

O presidente da Comissão de Prevenção de Lesão e Promoção da Saúde da CBFA e idealizador do Encontro Nacional dos Fisioterapeutas do Futebol Americano, Raphael Salgado, detalha o objetivo da reunião com a CBFA. "Levar para a Confederação demandas dos fisioterapeutas que atuam no futebol americano para que todos os envolvidos nesta modalidade esportiva tenham mais segurança e saúde na prática e para que o nosso esporte possa continuar crescendo e se profissionalizando, para alcançarmos níveis superiores de eficiência, confiança e valorização".

A profissional de educação física e coordenadora dos Delegados de Partida do Paraná, Melanie Pamplona, que também participou da reunião, ressalta que iniciativas como essas auxiliam na caminhada do esporte rumo à profissionalização. "Boa parte dos times já tem fisioterapeuta e um educador físico, nem que seja um atleta ou staff do time. Esse documento vai ajudar a regulamentar e dar diretrizes para os times e só vai trazer benefícios. Tenho certeza que os maiores contemplados serão os jogadores, que vão "sentir na pele" os resultados positivos de ter esses acompanhamentos profissionais".