Nova CBFA: Cearense radicada em Pernambuco no comando da Comunicação
Foto: Cedida por Mariana Leite

Nova CBFA: Cearense radicada em Pernambuco no comando da Comunicação

Em mais um capítulo das apresentações da nova gestão da Confederação Brasileira de Futebol Americano, nesta segunda-feira (22), é a vez de conhecer aquela que é responsável por toda a comunicação da CBFA. Ocupando o cargo de Chief Information Office, Mariana Leite, de 35 anos é quem comanda as informações que partem da instituição. 

Nascida no Ceará, mas morando toda a vida em Pernambuco, a CIO da Confederação é formada em Jornalismo pela Universidade Maurício de Nassau e pós-graduanda em Marketing Político e Organização de Campanha Eleitoral. Profissionalmente, trabalhou como produtora na Rádio Jornal, do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação, porém, o jornalismo institucional sempre foi a principal área de atuação. Durante três anos, foi assessora de comunicação do Conselho Regional de Enfermagem de Pernambuco. Há cinco anos, trabalha na Secretaria de Imprensa do Governo de Pernambuco e é integrante da equipe de assessoria do governador Paulo Câmara. 

Já a história no futebol americano é recente. Iniciou no time Recife Vikings, em 2016, como diretora de comunicação. Um dos grandes feitos, enquanto gestora, foi garantir a participação da equipe recifense no programa de TV, A Culpa é o Cabral - na estrada. Em 2018, foi a primeira mulher a integrar a equipe de gestão do Campeonato Liga Nordestina de Futebol Americano, hoje Liga BFA Acesso - Conferência Nordeste. Também no ano passado, assumiu a diretoria de Comunicação da Associação Nordestina de Futebol Americano, Anefa. Atualmente, é a vice-presidente do Recife Vikings.

Ampliar o acesso às informações divulgadas pela CBFA é o principal objetivo de Mariana: " Seguindo o Planejamento Estratégico lançado pelo presidente Ítalo Mingoni, o foco é difundir ainda mais as ações da Confederação. Tendo como base o plano traçado, viso expandir as mídias sociais e tornar o site o principal emissor das notícias oficiais, buscando transformar a plataforma no principal meio de consulta, afastando as famosas fake news e trazendo ainda mais credibilidade à instituição".